Os contos de Harry Potter Traduzidos - parte 6

Penseira


Uma Penseira é um objeto usado para guardar e rever memórias.
Uma Penseira é um objeto largo e raso feito de metal ou pedra, frequentemente decorado ou incrustado com pedras preciosas, carregada de poderosos e complexos encantamentos. Penseiras são raras, porque somente os mais avançados bruxos as usam, e porque a maioria dos bruxos tem medo de usá-las.
O perigo percebido relacionado a uma Penseira é o seu poder sob uma memória ou pensamento. A Penseira é encantada para recriar memórias de forma que elas possam ser re-habitáveis, pegando cada detalhe guardado no subconsciente e recriando fielmente, dessa forma tanto o dono, ou (aqui mora o problema) uma segunda pessoa, é capaz de entrar na memória e se mover em volta dela. Inevitavelmente, aqueles com coisas para esconder, aqueles envergonhados de seu passado, aqueles desesperados para manter seus segredos escondidos, ou proteger sua privacidade, terão medo de um objeto como a Penseira.
Ainda mais difícil que recriar as memórias, é usar a Penseira para examinar e selecionar algumas memórias e ideias, e muitos poucos bruxos tem a habilidade para isso. Alvo Dumbledore é visto usando a Penseira de Hogwarts desse jeito, notavelmente no capítulo Trinta de Harry Potter e o Cálice de Fogo, quando ele adiciona pensamentos a Penseira e o rosto de Harry se vira para Snape; Dumbledore está se lembrando de esconder a conexão entre Snape e Harry (que Snape estava apaixonado pela mãe de Harry, e agora, apesar de imensa má vontade – honra- é obrigado a protege-lo.
Tradicionalmente, a Penseira de um bruxo ou bruxa, como sua varinha, é enterrado com ele, já que é considerado um artefato intensivamente pessoal; qualquer pensamento ou memória deixada dentro da Penseira é enterrado com seu dono, a menos que ele ou ela tenha pedido de outra forma. A Penseira de Hogwarts, no entanto, não pertence a nenhum indivíduo, mas a escola. Foi usada á muito tempo por diretores e diretoras, os quais deixaram para trás experiências de vida em forma de memória. Isso forma uma biblioteca inestimável de referências para o diretor ou diretora do dia.
A Penseira de Hogwarts é feita de pedra entalhada em runas de saxões modificadas, o que marca o artefato como imensa antiguidade, anterior a criação da escola. Uma – sem fundamento – lenda diz que os fundadores descobriram a Penseira semi-enterrada no solo, no mesmo local onde decidiram erguer a escola.
O nome Penseira (em inglês Pensieve) é um homônimo de pensativo (em inglês pensive), que significa profundamente, seriamente pensativo; mas também é um trocadilho, a parte “crivo” (em inglês “sieve”) do mundo em alusão à função do objeto que significa uma massa de pensamentos ou memórias.


Méripe Gaunt


Mérope Gaunt foi mãe de Tom Riddle, e filha de Marvolo Gaunt.
Mérope chegou ao orfanato em Londres em uma Noite de Ano Novo muito fria, pesadamente grávida de seu filho. Ela foi acolhida pelo orfanato e deu a luz dentro de uma hora, e morreu uma hora depois. Antes dela morrer, Mérope contou a Sra. Cole que ela esperava que seu filho parecesse com o pai, e pediu que seu filho chamasse Tom por causa do pai, Marvolo por causa do pai dela, e que seu último nome seria Riddle.




Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.