Os contos de Harry Potter Traduzidos - parte 7

Oi gente.
Queria começar o post de hoje pedindo desculpas por não ter postado a parte sete dos contos de Harry Potter,hoje no horário marcado.
O problemas,é que o serviço está me deixando sem tempo para passar por aqui,mas sempre que pinta uma folga,eu apareço.
Então hoje,irei postar fora da hora exata,mas amanhã já volta ao normal okay?!

Sr. Cole


Sra. Cole era a matrona do orfanato em Londres onde Tom Riddle viveu como um garoto jovem. Ela é uma mulher magra, com forte expressão.
Na memória do professor Dumbledore, Sra. Cole o cumprimentou no hall de entrada. Ela pareceu ansiosa enquanto andava pelo corredor, preocupada com muitas crianças do orfanato, mas parou quando viu Dumbledore, olhando atônito. Ela ficou atenta enquanto ele se introduzia, e o guiou para seu escritório.
Sra. Cole pareceu ser uma mulher afiada, questionando Dumbledore sobre seu interesse em Tom Riddle, e perguntando sobre Hogwarts. Seu constante questionamento fez com que Dumbledore tivesse que lançar um feitiço nela, para fazer com que ela fosse mais dócil em sua visita. Ela ofereceu a Dumbledore uma taça de gin, drenando seu próprio copo, e contou a história de Tom Riddle no orfanato, e como ele chegou lá. Depois de confirmar que Tom definitivamente tinha um lugar em Hogwarts ela contou a Dumbledore que Tom assustava outras crianças, e contou sobre os desagradáveis incidentes o envolvendo. Ela contou a Dumbledore que muitos ficariam agradecidos em ver Tom ir embora do orfanato, mas ela foi informada por Dumbledore que Tom precisaria retornar todo verão pelo menos.
Sra. Cole guiou Dumbledore até o segundo andar, e bateu duas vezes na primeira porta do corredor. Ela entrou no quarto e revelou Tom Riddle sentado na cama, Sra. Cole deixou o quarto para que eles conversassem.

Vampiros


Apesar dos vampiros existirem no mundo de Harry Potter, como mostrado pela literatura que Harry e seus amigos estudam em Defesa Contra as Artes das Trevas, eles não tem nenhum papel significativo na história. O mito do vampiro é tão rico, e tem sido explorado tantas vezes na literatura e nos filmes, que eu senti que tinha pouco que eu pudesse acrescentar a tradição. Em todo caso, o vampirismo é uma tradição do Leste Europeu, e na maioria das vezes eu tentava extrair da mitologia e folclore britânico, quando estava criando adversários para Harry. Além de menções, o único vampiro que Harry encontrou nos livros foi o Sanguini em Harry Potter e o Enigma do Príncipe, que faz uma aparição levemente cômica.
Olhando para meus primeiros cadernos, no entanto, eu encontrei que na minha primeira lista de personagens, tinha um professor vampiro que eu esqueci chamado “Trocar”. Um Trocar (em português trocarte) é um objeto cirúrgico pontiagudo inserido em artérias ou cavidades para extrair fluídos corporais, então eu acho que seria um bom nome para um vampiro. Evidentemente eu não pensei muito nele como um personagem, já que ele desapareceu das minhas anotações bem cedo.
Por um longo tempo houve o persistente rumor de fãs que Snape poderia ser um vampiro. Enquanto é verdade que ele tem uma palidez doentia, e algumas vezes é descrito como um grande morcego em sua capa preta, ele nunca realmente virou um morcego, nós vemos ele fora do castelo de dia, e corpos com marcas de perfuração no pescoço não aparecem em Hogwarts. Em resumo, Snape não é um Trocar reformulado.






Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.