Resenha | Para Onde Ela Foi? - Gayle Forman

Título Original: Where She Went
Autora: Gayle Forman
Ano: 2014
Editora: Novo Conceito
Páginas: 239






Assim que terminei de ler Se Eu Ficar, e vi que teria uma continuação, eu fiquei muito curiosa para saber o que aconteceria com Mia.
Então finalmente li 'Para Onde Ela Foi'.

O segundo livro é contado por Adam, em seu presente e relembrando o passado.
Adam agora, não faz mas apenas parte da banda Shooting Star que tocava em um porão do rock, agora ele fazia parte da Shooting Star, uma das maiores bandas de rock, que faz clipes, e turnês e tem seu próprio agente.

Mesmo com toda a fama e dinheiro, e namorando Bryn, uma atriz super famosa, ele sente que falta algo.
Aquele garoto do primeiro livro, está totalmente diferente. Ele se sente deprimido, e sobrevive com a ajuda de remédios e cigarros.

Agora vocês devem estar se perguntando: Cadê a Mia nessa história?! 
Esperem aí, que já estou chegando lá.

Para Onde Ela Foi, esse título não está direcionado apenas para Mia na minha opinião, mas para o Adam também. Para Onde eles foram?! Essa é a questão.
Com o passar dos capítulos, eu comecei a ficar com pena de Adam, e queria entrar no livro e dar uma sacudida nele, do tipo "Você sabe o que está faltando, sabe que precisa dela!!"
Já se passaram três anos desde que Mia foi embora da vida de Adam, mas o que ele não imaginava era que, por suas andanças na cidade de Nova York, por culpa do destino eles acabariam se reencontrando.

"Meu olhar se volta para a terra, e, quando isso acontece, são os olhos dela que eu vejo...Ema foto dela, vestida de preto, com o violoncelo apoiado contra o ombro..."

Ele da de cara com um cartaz onde diz: "CONCERTOS PARA JOVENS APRESENTA MIA HALL."
Adam então decide ir assistir ao concerto, mas ao fim, o que ele menos queria (ou apenas achava que não queria), acontece.
Adam e Mia ficam cara a cara, e várias perguntas a serem feitas, respostas a serem ouvidas, porém nada é dito.
Então os dois simplesmente resolvem esquecer o passado (pelo menos fingir).

Algo que aconteceu durante essa leitura, que eu não imaginaria, foi que fiquei com raiva de Mia, isso mesmo gente RAIVA!
Adam sofreu por anos, pelo fato dela simplesmente partir e decidir esquece-lo, então a única pergunta que ele tinha a fazer, e precisava da respostas,era o POR QUE dela ter feito isso.

"_Um ano no qual eu estava enrolado numa bola de sofrimento na casa dos meus pais, Mia. Oi você esqueceu aquele número também?_Não... Mas eu não podia te ligar no início. _Por que não? Me diga. Você me deve isso! _Por que eu te odiava"

Mia odiava ele? Como odiar o amor de sua vida? A pessoa que esteve com você em todos os momentos difíceis, e tudo mais?
Então veio a resposta, e eu pude compreender o que ela quis dizer.

Ao perder seus pais no acidente, e Teddy, seu irmão mais novo (Teddy, como não me emocionar ao escrever esse nome?!), Mia sente ter perdido uma parte de si. Ela sente que sua outra METADE foi embora junto com sua família, e por isso, acaba culpando Adam.Pois, ele pediu para ela ficar.
E enquanto estava em coma, ela queria partir com sua família, mas, também queria ficar por ele. E o resto dessa parte da história vocês já devem saber.
A partir daí pude entender, o porque dela odiar Adam, mesmo não querendo.
O que a faz pensar, que para poder ter novamente um relacionamento, ela precisa se sentir novamente INTEIRA.

"Você começa a me examinar. Então passa a me dissecar. Daí é hora de me rejeitar. Espero pelo dia em que você vai me ressuscitar"

Depois de todas as explicações, conversas concluídas e cartas na mesa, finalmente o recomeço de Mia e Adam.
E gente Gayle fez tudo isso perfeitamente.
Mia e Adam, amadureceram, e tiveram todo aquele processo de reencontro, e a carreira deles não atrapalhou o amor que os envolvia.
Ela, uma musicista clássica famosa, e ele o astro do rock, e ambos contemplavam e admiravam a carreira um do outro, suas respectivas agendas, até podiam ser motivos para os afastarem, mas quando o destino te da uma segunda chance para o primeira amor, nada impede.

"A plateia continua cantando, continua assumindo o show, e eu continuo dedilhando até estar próximo o suficiente dos olhos dela. Então começo a cantar o refrão. Bem para ela. E ela sorri para mim, e é como se fôssemos as únicas pessoas lá..."

SIM, esse é um daqueles livros que termina como um, "e viveram felizes para sempre!", faz bem um final feliz às vezes.

Eu queria continuar falando mais sobre o livro, porém não quero dar muitos spoilers, e nem quero que a resenha fique longa e cansativa.
Espero que tenham gostado,e se você ainda não leu Para Onde Ela Foi, não perca tempo, e aprecia esse lindo romance entra Mia, Adam, e claro a música!

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.