Resenha | Serial Killers - Made In Brazil de Ilana Casoy

quinta-feira, setembro 01, 2016

Olhaaaaa ela, que voltou com os livros o/

Gente, tá difícil viu. Achar tempinho para ler, cada minuto é precioso nesse mundo de meu Deus, por esse motivo, cada 1 minuto que encontro leio.

E como fiquei um bom tempo sem pegar um livro ( sem ser da faculdade ) para ler, resolvi começar logo pelos crimes loucos da vida, e fui de ' Serial Killers - Made In Brazil da autora Ilana Casoy, que tive o prazer de conhecer na Bienal do livro de 2015, lá no Rio (:


O livro, como já diz o título se trata de histórias dos maiores e mais "famosos" Serial Killers aqui do Brasil.
E gente, confesso, é tanta história bizarra, que parece impossível.


Ilana Casoy através de suas descrições, apresenta em ordem cronológica, desde 1920 a 1990, sete Serial Killers que atuaram aqui no Brasil.
O livro consta com: arquivos públicos, relatos jornalísticos escritos em cada época, fotos, laudos clínicos, e entrevistas feitas diretamente com os assassinos.
Se trata de histórias reais, com assassinos reais.

Durante todo a leitura, você começa a refletir, sobre o assunto.
O que se passa pela mente desses sujeitos, que se deixam chegar a tal ponto, de assassinar pessoas, sem nem mesmo sentir remorso.

Um dos casos que mais me chamou a atenção foi a de Francisco Costa, conhecido como " Chico Picadinho".


Francisco tinha uma relação familiar bastante conturbada. Sofreu bastante quando criança, e tinha uma relação meio afastada com a mãe.
Todas as suas vitimas eram mulheres com quem havia tido relações sexuais, porém, ele não matava todas, e sim aquelas que tinham um modo diferente de trata-lo.
A cada fim de ato, ele se " esquecia" do que havia feito, e na pressa para se livrar do corpo, ele picava a vitima em pequenas partes, para escondê-la, dai o apelido " Chico Picadinho".

Perante as análises. parte de suas ações, são respostas ao que ele passou na infância e ao relacionamento que tinha com a mãe, por isso os brancos nas lembranças, e o fato de escolher a vitima sem notar.

Ilana Casoy, entrevista Francisco, e ele passa ao leitor, parecer um homem bastante inteligente, com um grande conhecimento, porém sem sentimento.
O próprio diz, que não sente arrependimento, nem repulsa pelos atos cometidos, o que ele também diz ser estranho, já que o normal seria sentir algo.

" É como se ali eu tivesse vendo, como se não fosse eu, como se eu tivesse vendo uma coisa acontecer. A sensação é essa... Aí complica, fica embaçado. Aí embaça, embaça."

Cada capítulo do livro é divido por um individuo detalhando cada caso, as reconstruções dos crimes, julgamento, ação da polícia, e até mesmo a vida pessoal dos criminosos.
Vamos conhecer cada um, e o que eles pensam.

Serial Killers, é um livro bem interessante e detalhista, e que choca o leitor em cada parte. Porém que nos faz pensar que a mente do ser humano, muitas das vezes parece um código indecifrável. Não é fácil conhecer uma pessoa totalmente. É preciso sempre estar atento.


Digo isso, pois, alguns dos casos, aconteceram com crianças que saíram na rua com indivíduos desconhecidos e nunca mais voltaram. É preciso ser ALERTA, e o livro também passa isso entre páginas e outras, mostrando a face do mal bem de perto.

Serial Killer, se trata de um box, com o livro que acabei de mencionar, e também o ' Louco ou Cruel ' ambos de Ilana Casoy.O box é lindo, vale a pena a compra dos dois.


Autora: Ilana Casoy
Gênero: Policial/ Crimes Reais/ Psicologia
Edição: 1 
Editora: DarkSide 
ISBN: 9788566636291
Ano: 2014
Páginas: 360








  • Share:

You Might Also Like

0 comentários