Resenha | Primeiro Amor

domingo, janeiro 01, 2017


Então vamos falar sobre o Primeiro Amor.

Eu nunca havia lido livro algum do autor James Patterson, porém algo que pude perceber de cara é que os capítulos dos livros de Patterson costumam ser breves. Nada daqueles capítulos que são quase um livro inteiro de tão grandes. Uma leitura gostosa,e já estou com vontade de ler outras obras do autor.

Axi e Robinson, grave bem esses dois nomes. Pois, a partir do momento que você ouvir um pouco sobre a história deles, vai querer conhecê-la totalmente.

Alexandra Moore, ou Axi, uma menina inteligente, boa aluna, considerada careta pelos colegas, boa filha e que tem medo de se arriscar.
Robinson, um menino ousado e talvez um pouco rebelde, mas que na verdade só da valor mesmo, para aquilo que realmente importa.

Axi e Robinson são melhores amigos a anos. E o leitor já acaba se apegando a amizade deles logo de primeira. Até apelidos carinhosos um tem com o outro. "Patife" como Axi chama o Robinson, e MC ( Menina Careta), como ele a chama.

Axi cansada da vida que leva, monótona e sem graça, resolve mudar radicalmente. E para ajudar nessa mudança, ela convida seu melhor amigo para uma aventura, que era: fugir de casa.
Então os dois partem em busca de novas experiências, lugares novos para descobrir e desejos a realizar. E como se já não bastasse fugir de casa, eles ainda roubam uma moto, para dar uma adrenalina maior a essa jornada.

Axi estava feliz, vivendo experiências que ela nunca imaginara, fazendo coisas que a antiga 'eu' dela, nunca permitiria. Ela estava abandonando suas crenças e se permitindo viver, sem se importar com o fato de estar infligindo regras e leis.

" Talvez eu estivesse apavorada com o que nos tornamos tão rapidamente. Tínhamosacabado de ameaçar um policial com sua própria arma e o prendido com suas próprias algemas! "

Durante tantas aventuras, emoções, claro que acabaria acontecendo um sentimento maior entre os dois personagens, isso já era de se imaginar, Axi e Robinson acabam se apaixonando, e depois de um bom tempo guardando esse sentimento, eles se permitem vive - la. 

" Beijar Robinson foi como chegar ao fim de um deserto e encontrar uma fonte de água fresca. Era como a luz do sol depois de anos de inverno. Era como o Natal em junho..."

Algo interessante durante a leitura foi a importância que se da ao fato de saber aproveitar os momentos, e as oportunidades que nos aparecem. Assim como os dois começaram a fazer.

Nos últimos capítulos do livro o leitor é apresentado a um acontecimento na vida do casal surpreendente. Foi uma reviravolta em todo aquele momento de alegria, diversão e liberdade.
Confesso que quando comecei a leitura de o Primeiro Amor, imaginei que não daria nada por ele. Para mim seria apenas mais um livro. Porém me entreguei totalmente a história, senti nervosismo, ansiedade e emoção que os personagens sentiam. SIM chorei horrores, e demorei a me recompor.

O livro foi baseado na própria juventude do autor, e pelo o que ele diz em sua dedicatória, foi feito em homenagem a uma pessoa que ele amou muito.


Título: Primeiro Amor
Autor: James Patterson; Emily Raymond
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas:  240
Ano de Publicação: 2014









  • Share:

You Might Also Like

0 comentários