VOCÊ CONHECE A SÉRIE DOCTOR WHO ?

terça-feira, março 07, 2017

Para começar já fica um aviso, a série é de Ficção Científica, então se não for sua praia, esse texto pelo menos te dá alguns bons motivos para você abrir o seu coração  .


A série tem uma história peculiar. Originalmente, sua estréia se deu em 1963 pela BBC e teve mais de 20 temporadas, até deixar de ser produzida no fim da década de oitenta. É o que chamamos de fase "clássica" do seriado. Nem este que vos escreve a viu de fato, mas foi nela que tudo sobre o cânone da história foi estabelecido. O protagonista, sua nave, suas motivações, ambições, origem, e até mesmo inimigos. O título de clássico, não é em vão. Tanto que a produção ganhou grandes proporções em todo o Reino Unido, o país em que era feita. Se tornou logo um símbolo cultural e marcou as gerações que cresceram assistindo o programa - e principalmente os influenciou para o que veio sendo produzido décadas mais tarde. Porém, a audiência não conseguiu se manter pelos 26 anos de exibição, e em 1989 o cancelamento foi inevitável. Infelizmente, parte dessa série foi perdida, devido inúmeros incêndios na década de 70 que destruíram alguns episódios.

Mas afinal, o que foi estabelecido nessa série?

Acompanhamos as aventuras do Doctor, ou Doutor. Ele é membro de uma raça alienígena auto-denominada "Senhores do Tempo". Originários do planeta Gallifrey, eles têm acesso a um vórtex do tempo, que lhe permite viajar tanto para o futuro, quanto para o passado - porém, eles tem uma regra básica: os times lords não devem interferir. O protagonista quebra essa lei e é obrigado a fugir, roubando uma Tardis (nave espacial e maquina do tempo) desaparecendo junto com sua neta.
Fugindo pelo tempo e espaço, o Doutor vem parar na terra, onde conhece os humanos, e se encanta por eles - a convivência com os terráqueos é o que faz com que ele se torne o fiel guardião do planeta, contra todas as ameaças surgentes através do espaço e do tempo.
A série só foi capaz de sobreviver por 26 anos, graças à uma peculiaridade dos Senhores do Tempo. Quando estão próximos da morte, eles demonstram a capacidade extraordinária de se regenerarem: uma energia extremamente poderosa flui através deles, e eles renascem, como se fossem uma fênix. Com um novo corpo, novas memórias e um novo rosto, era possível renovar o ar da série, e principalmente, prolongar sua existência graças à troca de atores. Essa é uma das características que permanece até hoje na produção.



Atualmente
A série retornou em 2005, trazendo a nona encarnação do Doutor como protagonista, vivido pelo Christopher Eccleston (Heroes). Ela respeitou a cronologia e tudo anteriormente estabelecido pela fase clássica, mas com um twist em sua história - uma guerra, mencionada logo nos primeiros episódios e que mais tarde, ficamos sabendo ser a chamada "guerra do tempo", um evento de grandes proporções na vida do protagonista a ser desenvolvido pelas próximas temporadas. Reintroduzindo os conceitos e a mitologia da série para os novos espectadores, a figura do Senhor do Tempo é novamente explicada, assim como o surgimento das Companion, acompanhantes que geralmente tem a figura feminina, viajam com o doutor e o ajudam a salvar não apenas o universo, como muitas vezes ele próprio. Geralmente elas tem parte muito importante no desenvolvimento do plot das temporadas.
Esse novo doctor regenerou três vezes até hoje, sendo interpretado também por David Tennant (Jessica Jones), Matthew Smith (The Crown) e atualmente por Peter Capaldi (Guerra Mundial Z). Cada um deles tendo acompanhantes próprias que são icônicas para cada um dos doutores que eles interpretam. Tão marcantes quanto são os inimigos que surgem pelas temporadas, dentre eles:
Os Dalek, a raça arqui-inimiga dos Senhores do Tempo e mais temidos vilões da série, criaturas que vivem apenas pelo ódio e cuja a principal função é exterminar toda a vida do universo;
Os Cyberman, uma raça de ciborgues, originalmente humanoides, cuja a principal função é se multiplicar e deletar qualquer traço de emoção e sentimento, transformando outros seres em cybermen para perpetuação da lógica e razão;
Os Anjos Chorões, seres que se assemelham à estátuas de anjos, que cobrem o rosto como se estivessem chorando - Eles são capazes de se mover, a não ser que alguém os olhe diretamente, e quando não os fazem, eles atacam e a pessoa simplesmente desaparece;
O Mestre, outro Time Lord, amigo de infância do Doutor, que passa a dedicar sua vida a destruir a terra, quando é abandonado pelo amigo que fugiu de Gallifrey.

Doctor Who é uma série de grande mitologia e histórias mirabolantes. Mas o seu ponto mais forte, é na emoção e na construção de personagens, que mesmo em um ambiente tão fantástico, conseguem nos tocar porque nos identificamos com suas questões pessoais, morais e sentimentais. É fácil se relacionar com sentimentos como amor, dor, perda, esperança. O Doutor, nunca revela seu nome. O conhecemos apenas por sua alcunha, por causa de uma promessa que ele mesmo fez. ele queria ser um Doutor, responsável por tentar curar as mazelas e sofrimentos de qualquer um que necessite sua ajuda. Cura através da esperança. É isso que o Doutor representa, essa é a mensagem que a série carrega. Nunca desistir, esperar o melhor, tentar o melhor. E quando o melhor não acontecer, ter a certeza de que as coisas vão melhorar no futuro. O sofrimento faz parte da vida, tanto quanto o sucesso. É no fim das contas uma história surpreendentemente humana, no meio de tantos aliens e estrambólicas viagens pelo espaço e pelo tempo.

Lembrando que a nova temporada da série estréia no dia 15 de abril de 2017. Então ainda da tempo de você ficar por dentro da história.



Para os seriásticos de plantão, aguardem, que vem muito mais por aí.


Por: Patrick Dantas

                                                                                     



  • Share:

You Might Also Like

0 comentários