RESENHA | PARA SEMPRE MINHA - ABBI GLINES

quarta-feira, julho 19, 2017


Olha eu aqui com mais uma resenha de livro da Abbi Glines. A verdade é que Rosemary Beach não larga a gente e a gente não quer sair daquele mundo.
Para aqueles que já leram a resenha de Paixão Sem Limites aqui no site, deve mse lembrar de Bethy, a melhor amiga de Blaire. Então, o Para Sempre Minha, vai ser sobre ela.

A narrativa do livro segue como os outros da série, cada capítulo contado sobre o ponto de vista dos personagens principais, no caso deste Bethy e Tripp, e a leitura é sempre feita em primeira pessoa.

Bethy e Tripp se conheceram a alguns anos atrás, ainda na adolescência da garota, quando tinha 16 anos, e naquela época eles tiveram um relacionamento nas férias de verão, que  deixou marcas profundas em ambos, e alguns detalhes a serem resolvidos.
Tripp resolveu ir embora para viver sua vida independente, longe dos pais, enquanto Bethy continuou em Rosemary morando com sua tia e com um coração abalado.
Porém, após  uma grande tragédia, a morte de seu primo Jace, namorado de Bethy, Tripp volta a Rosemary depois de tanto tempo, o que ele não imaginava era que o passado viria a tona afim de resolver o que havia ficado para trás.
 
“ Bethy tinha se tornado o meu vicio. Embora eu soubesse que não poderia tê-la, também não conseguia ficar longe dela.”

A verdade é que eu nunca tinha dado tanto pela Bethy, até este livro. Ela é uma mulher forte, que superou tanta coisa, passou por tanta situação difícil. Ela sempre se mostrou ser da curtição e que não ligava para nada, independente, quando na verdade dentro do seu coração guardava muitas mágoas, e nesse livro ela resolveu se abrir e contar tudo. E foi aí que resolvi prestar mais atenção em quem é a verdadeira Bethy Lowry.
Uma jovem que sofreu tanto no passado, que passamos a acompanhar seu amadurecimento rápido para uma mulher decidida, com dificuldades de confiar em qualquer pessoa, principalmente permitir-se se apaixonar outra vez.

Com a volta de Tripp a Rosemary, todo o passado do casal volta com peso aos pensamentos de Bethy, e tudo o que ela pede ao rapaz é um pouco de espaço, mas ele custa entender isso. Ver ele a machuca demais, a faz lembrar do primo dele por quem se apaixonou, e o perdeu, e a faz reviver momentos dolorosos.

Tripp é bastante exagerado nas coisas que faz, ele não pensa antes. Tudo bem que ele quer reconquistar a moça, mas espera aí né, ele realmente se esqueceu de que a abandonou!?

Após um longo tempo ele percebe que Bethy realmente precisa de um tempo para si, e da o espaço que ela necessita.

“ Ele estava chateada comigo. Eu sabia que estaria, mas ver isso foi difícil.”

Aos poucos ambos se permitem ser felizes. O passado é esclarecido, dando a eles a oportunidade de se reconhecerem. E com um passo de cada vez Bethy e Tripp voltam a se apaixonar, como se fosse o início de um novo capítulo de suas histórias.

“Os olhos de Tripp não me deixavam. Quando eu estava no salão de jantar, me seguiam por todo lado.”

Alguns personagens dos outros livros aparecem, como Woods, melhor amigo de Jace. Ele culpa Bethy pela morte do amigo, e não aprova o fato de que ela e Tripp devem ficar juntos, porém após algumas conversas e pensamentos ele acaba abaixando a guarda, pede desculpas a Bethy pelo julgamento que fez, e acaba ajudando o casal a ficarem juntos.


“ Sorrindo, tomei um gole de água. Ela estava ali, na minha cama. Com meu anel no dedo. Eutinha desejado esse momento por oito anos. Bethy era o meu mundo.”

Não preciso nem dizer que como sempre a Abbi conseguiu me fisgar e ter minha completa atenção em mais uma de sua história, não é mesmo?!
Para os que gostam de New Adult, fica a recomendação de mais um livro da série de Rosemary Beach.



Lembrando aos fãs da autora que, no dia 3 de Setembro (domingo), ela estará aqui no Brasil, para Bienal do Livro no Rio de Janeiro.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários